restinga
bambas
embaixadores
gravatai
imperio zona
uniao
imperadores
imperatriz

ELES FIZERAM A DIFERENÇA EM MOMENTO DE CRISE

Noite de muita garra , a Embaixadores do Ritmo abriu a noite homenageando os 100 anos do samba. Já na sequência,  Bambas da Orgia trouxe o enredo “Num piscar de olhos tudo pode acontecer”, a  terceira escola a desfilar, foi a União da Vila do IAPI, que levou o Boteco Natalício e a cultura de Pernambuco para o sambódromo.

O tema da Estado Maior da Restinga foi a cachaça, com direito a carro alegórico exalando o cheiro de pinga, a Imperadores do Samba apresentou um enredo sobre Frida Kahlo e a resistência, com muita cor e exuberância nas fantasias. A escola resgatou a participação dos negros na história do estado com o samba “A Imperatriz canta e conta a negritude, tchê!”. a campeã de 2016, Imperatriz Dona Leopoldina, homenageou  ainda sua rainha da bateria, Paola Serpa Severo, morta em fevereiro, colocando a filha para desfilar a frente da bateria.

E com o sol nascendo, a  Acadêmicos de Gravataí entrou na passarela para contar a trajetória de Chacrinha.  E com a benção do astro maior a Império da Zona Norte encerrou o desfile,  com o enredo “Império em procissão”, sobre fé e pedindo proteção ao Carnaval.

Fotos: Andre Gomes/ Fatima R Oliveira/ Comunicação LIESPA 

Check Also

CARNAVAL 2018 E ESTANDARTE 2017 TEM SUAS DATAS DEFINIDAS

Na noite desta segunda-feira (17), a LIESPA- Liga Independente das Escolas de Samba de Porto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *